Não lute pelo poder!


É muito comum presenciarmos embates entre pais e filhos, na verdade esta foi a maneira como nós aprendemos a lidar com as divergências de opiniões. Geralmente quando alguém discorda da gente o que mais buscamos são ferramentas de argumentação para convencê-la de que está equivocada, sejam essas ferramentas pautadas na inteligência emocional ou não. Vou dar uma pausa neste momento… Se o que mais desejamos para os nossos pequenos é autonomia, independência, senso crítico, saber argumentar, porque é então que ficamos tão furiosos quando eles não fazem ou questionam o que precisam fazer?

Porque geralmente estamos impondo ao outro que atenda às nossas necessidades, sem nem ao menos nos darmos conta de que está crianças também está querendo atender as necessidades dela, e ao contrário de nós adultos ela tem um agravante… Ela é puro desejo e emoção, não que isso não aconteça conosco também, mas, nós temos o nosso controle inibitório melhor desenvolvido, logo conseguimos administrar melhor os nossos desejos e emoções.


Então voltando ao início, se eu estou em um embate com o meu filho o que eu estou fazendo é disputando poder, logo estou ensinando a ele que o mais importante não é a troca e as singularidades de cada um, mas sim o meu desejo, onde está incluindo ser aceito pelo o outro.

Quando não damos espaço para diferentes tipos de manifestações estamos tolindo o outro de ser quem de verdade ele é…


Não estou aqui dizendo que você precisa acatar tudo como verdade absoluta, e realizar todas as necessidades do seu filho, não é isso! O que eu estou falando é sobre ouvir o outro, entender as necessidades dele e comunicar as suas, fazer combinados, dar significados, envolvê-lo no processo de construção das suas próprias emoções.

A disputa pelo poder só serve para afastar a gente da nossa verdade e fazer crescer em nós o nosso ego! Lembre-se sempre: A minha energia conduz a minha comunicação que conduz os meus comportamentos.

O que você mais deseja na relação com a sua criança?


Pense nisso!

Com amor,

Fernanda Oliveira

Educando com mais amor e consciência

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo